Acompanhe esse Blog por email

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

O politicamente "chato" correto atrapalhando o futebol: CBF é punida por gritos homofóbicos!


blog

O politicamente correto entrou no futebol e está tentando acabar com a irreverência da torcida. Nessa semana a CBF foi multada pela FIFA por "gritos homofóbicos" da torcida que acontece nos jogos da Seleção Brasileira, toda a vez que o goleiro adversário bate um tiro de meta e é xingado em coro de "bicha"! A prática é originária da torcida mexicana que grita a palavra "puto" quando o goleiro de um time adversário repõem a bola. A Federação Mexicana também foi multada!
Enfim, em tempos de " politicamente correto" o saudoso humorista Costinha seria proibido de contar suas piadas que na maioria das vezes começava: "aí a bichinha..." E será que ainda se pode fazer a velha piada com os goleiros: Todo Goleiro ou é doído ou é &$#%!

Sobre o politicamente correto:

O  “politicamente correto”  é uma doutrina fomentada na escola filosófica de Frankfurt, cujo um dos principais predecessores desse pensamento foi o filósofo italiano Antônio Gramsci, não tinha outro intento senão minar o cristianismo como base da sociedade, já que o marxismo tradicional não conseguiu via luta de classes! Com esse marxismo, agora cultural, somado-se ao pós-modernismo, chega-se: ao feminismo, ao vitimismo, ao “direito dos manos”, ao pluralismo e outros ismos! Trazendo para um linguajar prático, como era bom os anos 80, quando apelido não era bullying, quando no estádio de futebol podia se  chamar um jogador de “negão”, e quando o curso de Direito nas faculdades era o último bastião contra a esquerda, coisa que já não é mais!

fonte:  https://exateus.com/2016/08/17/sobre-o-politicamente-correto/

mais:

https://exateus.com/2016/01/16/fifa-exclui-o-nome-de-jesus-em-nome-da-tolerancia/

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Time misto do Flamengo não funciona mais uma vez!




O "mistão" do Flamengo mais uma vez decepcionou, já tinha acontecido isso no primeiro jogo da Sul - americana com o Figueirense e mesmo no primeiro jogo contra o próprio Palestino, onde o time rubro-negro ganhou mas não jogou bem! Com isso fica evidente que o time sofre dependência de jogadores como Willian Arão, Réver e principalmente do meia Diego. No jogo de hoje, apenas Fernandinho manteve um bom nível! Vale ressaltar ainda a garra e a vontade do Adversário chileno que jogou muito bem as duas partidas diga-se de passagem. De consolo agora resta o Brasileirão, já que a Sul americana era apenas uma passagem para Libertadores, coisa que certamente o Flamengo deve conseguir na pior das hipóteses! Já que dificilmente o time sai do G4!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

A libertadores vai mudar o formato e daí?



E daí nada! pelo menos para o futebol brasileiro. Vai é complicar mais estendendo a competição de fevereiro à novembro, no já complicado calendário brasileiro. Como os times farão para disputar ao mesmo tempo o brasileirão, a Copa do Brasil, e os campeonatos estaduais? e ainda tem as Ligas regionais. Dizem que o intento é  fazer os times se resguardarem e darem um jeito de não perder seus principais jogadores nas janelas de negociação estrangeira, já que a principal competição do Continente será jogada quase durante o anto todo.  Não acho que isso vá dá certo, quando o empresário do jogador quiser tirar o atleta do time e vender para Europa ou China, vai conseguir de qualquer jeito, já que dificilmente o clube hoje em dia detêm o passe do jogador que é fatiado igual pizza.  Outra modificação é que agora a final é em jogo único em campo pré-definido! Na Europa isso dá certo, pois as distâncias são menores, há livre circulação de cidadãos europeus, as passagens são mais baratas e as linhas abundantes! Na América do Sul esse deslocamento vai complicar muito!
Enfim, a melhora no futebol brasileiro tem que acontecer de baixo para cima, com os times fazendo uma gestão austera, responsável, com planejamento, gastando só o que têm e prometendo para torcida só o que pode! Mas até agora no futebol brasileiro só o flamengo agiu assim, passou dois, três anos sem muito investimento, pagando contas, recebendo pressão da torcida e só esse ano conseguiu deslanchar, e a previsão para os próximos anos é o time se reforçar mais ainda à medida que o dinheiro das contas vai sobrando. Só desse jeito, os times conseguirão segurar os jogadores! pois qual é o jogador que vai querer trocar um time organizado do futebol brasileiro, que tem torcida vibrante, tem vitrine, por um time da China, da Índia ou de pequeno-médio porte da Europa? Ninguém! é o que já se vê hoje em dia, vários jogadores fazendo o que se chama "cavadinha" que é um lobby para jogar no Flamengo. 

Enfim, a libertadores será melhor para os outros países do continente Sul-americano, que têm campeonatos fracos, que a visibilidade é pequena. Por esse motivo é que os times da Argentina e Uruguai se davam melhor na Libertadores nas décadas de 70 e 80, porque se dedicavam plenamente a essa competição, deixando seus proprios nacionais em segundo plano! Coisa que os times brasileiros não faziam, já que o Brasileirão era mais gostoso de se jogar, onde havia muitos craques!

Hoje, não dá, mais para voltar à mentalidade antiga, a Libertadores é sim a principal competição da América e os times brasileiros a priorizam, pois dá acesso e visibilidade para a competição mundial da Fifa! Mesmo assim a saída é austeridade nos departamentos de futebol dos clubes, até porque o nível técnico do futebol brasileiro está ficando fraco até para ganhar a principal competição da América!

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Duas opiniões diferentes sobre o Gabriel Jesus: Uma de Tostão e outra de Rivellino!




Os dois campeões mundiais de 1970 têm opiniões diferentes quanto ao estilo de jogo de Gabriel Jesus do Palmeiras. Li em um texto de Tostão que Gabriel Jesus deveria evitar mais o contato físico com o zagueiros, parece que o jogador quer demonstrar uma coragem excessiva mostrando  que não tem medo da cara feia dos becks. Para o tri-campeão mundial, ex-astro do Cruzeiro o jogador do Palmeiras deveria se espelhar  em Romário que jogava se desvencilhando dos adversários, enganava-os, buscava o espaço livre e fez mais de 1000 gols.  Já para o também tri-campeão mundial e ex craque do Corinthians Roberto Rivellino, o estilo do menino Jesus enche os olhos, pois o mesmo é raçudo, trombador, não desiste das jogadas etc.. opinião dada no Programa Noite dos Craques exibido no canal por assinatura Esporte Interativo. 

E você qual a sua opinião sobre o estilo do jogador palmeirense? Eu fico com a de Tostão, pois parece que há desgaste excessivo do jogador nos jogos, parece até aqueles pregadores pentecostais que gritam alto demais, fazem tanta encenações que acabam a pregação sem paletó, sem gravata, todo molhado de suor e rouco!

Levir Culpi perdeu a ternura?



A frase mais famosa sobre a ternura vem do guerrilheiro nada terno Che Guevera! Sua frase cunhada é: "Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás"!

Levir culpi o atual técnico do Fluminense, passou muito tempo fora do Brasil, principalmente no japão, o treinador é um remanescente da era dos "super-técnicos", aqueles que na metade dos anos 90, tinham mais fama e dinheiro do que os próprios jogadores dos seus times, cujo o principal representante foi o hoje decadente Wanderley Luxemburgo. Outros nomes mais conhecidos eram: Valdir Espinosa,  Felipão, Parreira, Leão, Oswaldo de Oliveira, Celso Roth, Nelsinho Baptista, Vadão, Abelão, Lula Pereira, Jair Picerne e o próprio técnico da Seleção Brasileira Tite. Na época  havia até um programa ancorado pelo apresentador Milton Neves, onde esses técnicos eram convidados para falar sobre táticas. 

Voltando ao Levir... o treinador já quase na casa dos 70, voltou ao futebol brasileiro com aquela marca característica do povo mais idoso: "falar tudo o que quer", Levir fazia isso misturando humor, sarcasmo e autenticidade, principalmente no Atlético Mineira. Mas parece que o futebol do Fluminense está tirando o "véim" do eixo! Nas disputas do tricolor carioca contra o Corinthians, o técnico do Fluminense reclamou (sem razão) demais da arbitragem e agora começou a enxergar "teoria da conspiração" em tudo e por isso bateu boca com um repórter em sua entrevista coletiva após o confronto com o time paulista pelo Brasileirão.

Levir: menos!

sábado, 24 de setembro de 2016

Neymar joga melhor sem Messi no Barcelona?




Parece que sim, isso já foi visto na última temporada quando Neymar assumiu junto com Suares as rédeas do time da Catalunha, enquanto Messi estava machucado. Hoje contra Sporting Gijón, sem a presença do jogador argentino,  Neymar não 
chegou a ser nenhum líder, até mesmo errando alguns passes,
mas soube ser oportunista e marcou dois gols. 

É obvio que Neymar sem a presença de Messi, arrisca mais, tenta mais chutes, bate as faltas. Quando o argentino está em campo, Neymar tenta sempre dá o passe para ele, parece receoso que Messi faça alguma reclamação!

Será que algum dias esses dois "galos" vão se bicar? Ou Messi passa o bastão numa boa para o Neymar? Ou ainda, será que algum dia Neymar consegue esse bastão? como eu gosto de escrever: "o tempo dirá"!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Agora foi a vez de Sheik mostrar serviço!



Já falei em posts anteriores que o Flamengo parece estar com aquela sorte de campeão! Pois Até mesmo jogadores contestados como Gabriel, Everton e outros começaram a jogar bem. Mas a análise dessa melhoria do padrão técnico dos jogadores precisa ir além da sorte! Com a também melhora técnica do Medalhão Sheik, parece que o motivo passa pela própria vontade, determinação e esforço dos jogadores! Desde 1995 que o flamengo parecia mais um clube de luxo para grandes medalhões do futebol brasileiro, dentre os mais famosos, posso citar: Romário e Ronaldinho Gaúcho, que vinham ao time, com fama, em busca de dinheiro e mais interessados na noite carioca. Após a gestão do presidente Bandeira de Melo, que priorizou o pagamento das contas, trabalhando com austeridade as coisas mudaram. O começo no departamento de futebol foi difícil, com pouca verba, o time passou os dois primeiros anos limitado tecnicamente, agora nesse último ano, com mais verba e organização, o time do flamengo passou a ser modelo, temos que enaltecer também a influência do técnico Muricy  Ramalho que foi um dos mentores para o centro de excelência em recuperação física de jogadores do Flamengo que é montado com equipamentos e tecnologia de última geração.

Enfim, o time quando se torna padrão, os jogadores titulares são bons e esforçados, e os outros que estavam levando sem muita seriedade passam a buscar sua melhora ou senão fica para trás!E esse parece ser o caso de Emerson Sheik, que diz que está treinando duro para voltar a ter chance no time rubro-negro. Outro exemplo que a Marca Flamengo está mais valorizada pelos profissionais do futebol, é que agora, muitos jogadores é que se oferecem mandando recados direto ou indiretamente que querem jogar no flamengo, posso citar os casos recentes de Carlos Alberto e Montillo que fizeram isso.